terça-feira, 16 de outubro de 2018

Cid Arruda declara apoio à Fátima no segundo turno.

Cid e grupo político manteve reunião com Fátima Bezerra em Natal, na ultima segunda feira.

O líder político e ex prefeito por tres mandatos do município de Nova Cruz, Cid Arruda Câmara anunciou oficialmente o seu apoio e de todo o seu grupo politico à candidata Fátima Bezerra - PT, em reunião na tarde desta segunda feira, 15 de Outubro, em Natal. Cid informou à petista que o apoio se deve ao reconhecimento dele e do grupo das lutas apoiadas por Fátima Bezerra em prol do município durante as gestões de Cid em Nova Cruz.

Cid Arruda estava acompanhado de lideranças do seu grupo, dentre elas: O vereador Mateus Catolé que é do PDT, o ex vice prefeito João Paulo de Andrade, Marcelo Jr, Aluisio Sena, Eraldo, dos suplentes de vereadores, Gilson do Peixe, Tiago de Eraldo e dr. Cyrus Benavides.

No primeiro turno das eleições, Cid e grupo votaram com Robinson Faria que não obteve exito em ir para o segundo turno.

Durante a reunião, Cid expressou a Fátima sua gratidão por ter apoiado importantes lutas em prol do município de Nova Cruz, enquanto ele foi prefeito, destacando a batalha pelo NUCLEO DO CEFET( Hoje Campus do IFRN) no Agreste. "Este núcleo inicialmente foi preterido de vir para Nova Cruz e alertado pela deputada federal Fatima Bezerra e convidado para uma reunião em Brasília para tentar reverter a decisão do Ministério da Educação, fui imediatamente à capital federal, onde tivemos um encontro com alguns membros da bancada federal do estado, capitaneada por Fátima com o representante do Ministério da Educação, onde conseguimos uma solução com o apoio da Prefeitura Municipal e tornamos possível a vinda do CEFET para Nova Cruz, que inclusive foi o primeiro núcleo a vir para o interior do estado na época", afirmou Cid. 
(Foto: Reunião de cid e bancada federal em Brasilia que viabilizou a vinda do CEFET para N.Cruz)

O Ex prefeito também relembrou as emendas da deputada federal e depois da senadora Fátima Bezerra para o município de Nova Cruz, durante sua gestão à frente do município, que permitiram dentre outros benefícios, equipar o hospital Monsenhor Pedro Moura e realizar calçamentos.

Fátima Bezerra agradeceu o apoio de Cid Arruda e de todo o seu grupo e se comprometeu a trabalhar mais ainda pelo município de Nova Cruz com o apoio de Cid, no momento em que for eleita governadora do RN.

Matéria Claudio Lima/ Fotos: Cid Arruda

sábado, 13 de outubro de 2018

PHN CELEBRA DIA NACIONAL DA JUVENTUDE EM NOVA CRUZ.


Começa neste sábado, na quadra esportiva da Escola Nestor Marinh, mais uma edição do PHN 2018, promovido pela Renovação Carismática Católica e pela Paróquia da Imaculada Conceição que envolve os municípios de Nova Cruz e Lagoa Danta.

Neste ano, o evento vivencia as comemorações do Dia Nacional da Juventude -DNJ e que, de 08horas da manhã do sábado até as 17 horas do domingo, terá apresentações, louvores, animações, exposições, e pregações, além de celebrações de missas no sábado e no domingo, sempre às16horas e um grande show com a banda KÊNOSIS, às 20 horas também no Netor Marinho.

segunda-feira, 8 de outubro de 2018

CONFIRA OS NUMEROS FINAIS DE NOVA CRUZ.

Fonte TRE/RN

GERAIS:


  • TOTAL DE VOTOS APURADOS: 19.898
  • VOTOS VALIDOS: 16.244
  • BRANCOS E NULOS: 3.554
  • ABSTENÇÕES: 4.311


GOVERNO DO ESTADO:


  1. FATIMA BEZERRA: 7.483 - 46,07% (Maioria de 1.737 votos)
  2. CARLOS EDUARDO: 5.746 - 35,37%
  3. ROBINSON FARIA: 2.140 - 13,17%


SENADO FEDERAL:


  1. ZENAIDE MAIA: 6.740
  2. CAPITÃO STYVENSON: 5.540
  3. GARIBALDI ALVES: 3.833
  4. GERALDO MELO: 3.759


DEPUTADOS FEDERAIS MAIS VOTADOS


  1. WALTER ALVES - 1.721
  2. JOÃO MAIA: 1.372
  3. ABRAÃO LINCOLN: 1.162
  4. FABIO FARIA: 1.097
  5. RAFAEL MOTTA: 1.005
  6. NATALIA BONAVIDES: 1.004
  7. FERNANDO MINEIRO: 953

DEPUTADOS ESTADUAIS MAIS VOTADOS


  1. ADJUTO DIAS: 1.714
  2. GUSTAVO FERNANDES: 1.655
  3. TOMBA FARIAS: 1.369
  4. NARCISO GENUINO: 924
  5. GUSTAVO ALEXANDRE: 884
  6. EZEQUIEL FERNANDES: 824   
(8º COLOCADO - HUDSON DE TOURINO: 705)

GOVERNADOR, PRESIDENTE E SENADO FEDERAL NO RN.

Confira os números finais:

PRESIDENTE DA REPÚBLICA


  1. FERNANDO HADADD - PT - 738.165 - 41,19% (Maioria de 196.717 ou 10,98%)
  2. JAIR BOLSONARO - PSL - 541.448 - 30,21%
  3. CIRO GOMES - PDT - 399.766 - 22,31%


GOVERNO DO ESTADO DO RN


  1. FATIMA BEZERRA - PT - 748.150 - 46,17% (Maioria de 222.187 ou 13,72%)
  2. CARLOS EDUARDO - PDT - 525.933 - 32,45%


SENADO FEDERAL


  1. CAPITÃO STYVESON - REDE - 745.741 - 25,64%
  2. ZENAIDE MAIA - PR - 660.002 - 22,69%
Fonte TRE/RN

DEPUTADOS FEDERAIS NO RN. CONFIRA OS NUMEROS FINAIS.

Fonte: TRE/RN
Os eleitores do Rio Grande do Norte definiram, neste domingo (7), os oito representantes do estado na Câmara dos Deputados. O PT foi o único partido a eleger dois deputados. Na eleição, apenas três deputados que cumprem mandato foram reeleitos: Rafael Motta (PSB), Walter Alves (MDB) e Fábio Faria (PSD). Foram apurados 1.966.450 votos. Destes, 1.609.833 foram votos válidos.

A Câmara Federal recebe cinco novos deputados potiguares: Benes Leocádio (PTC), Natália Bonavides (PT), Mineiro (PT), General Girão (PSL) e João Maia (PR).

O deputado federal mais votado foi Benes Leocádio (PTC), com 125.841 votos (7,82% dos votos válidos). Rogério Marinho (PSDB) e Beto Rosado (Progressistas) não se reelegeram.

Dos oito deputados federais eleitos em 2014, três não tentaram a reeleição: Zenaide Maia (PHS) e Jácome (Podemos) se candidataram ao senado; e Felipe Maia (DEM) não se candidatou este ano.

Veja como foi a cobertura da apuração de votos do 1º turno no Rio Grande do Norte:

Benes Leocádio (PTC) - 125.841 (7,82%)
Natália Bonavides (PT) - 112.998 (7.02%)
Mineiro (PT) - 98.070 (6,09%)
João Maia (PR) - 93.505 (5,81%)
Rafael Motta (PSB) - 82.791 (5,14%)
General Girão (PSL) - 81.640 (5.07%)
Walter Alves (MDB) - 79.333 (4,93%)
Fábio Faria (PSD) - 70.350 (4,37%).

RESULTADOS FINAIS - RIO GRANDE DO NORTE

DEPUTADOS ESTADUAIS - FONTE TRE/RN
Com cinco nomes, o PSDB teve o maior número de eleitos. PSD, MDB, PT, PTC, Solidariedade e Avante elegeram dois deputados, cada. Foram apurados 1.966.450 votos. Destes, 1.686.592 foram votos válidos.

Nesta eleição, 15 deputados que cumprem mandatos foram reeleitos para os cargos: Ezequiel (PSDB), Gustavo Carvalho (PSDB), Tomba Farias (PSDB), Vivaldo Costa (PSD), Galeno Torquato (PSD), Albert Dickson Oftamologista (PROS), Raimundo Fernandes (PSDB), George Soares (PR), José Dias (PSDB), Nelter Queiroz (MDB), Hermano Morais (MDB), Getulio Rêgo (DEM), Souza (PHS), Kelps (Solidariedade) e Cristiane Dantas (PPL).

Eles terão a companhia na Assembleia Legislativa de nove novos deputados: Dr. Bernardo (Avante), Isolda Dantas (PT), Kleber Rodrigues (Avante), Coronel Azevedo (PSL), Francisco do PT (PT), Eudiane Macedo (PTC), Allyson Bezerra (Solidariedade), Ubaldo Fernandes (PTC) e Sandro Pimentel (PSOL).

Além disso, nove deputados deixam a Assembleia: Ricardo Motta (PSB), Márcia Maia (PSDB), Carlos Augusto Maia (PCdoB), Larissa Rosado (PSDB), Jacó Jácome (PSD) e Gustavo Fernandes (PSDB) não foram reeleitos, enquanto Mineiro (PT) conquistou uma vaga de deputado federal. Já Dison Lisboa (PSD) teve o registro de candidatura impugnado e José Adécio (DEM) não disputou as eleições.

Confira os 24 deputados estaduais eleitos :

Ezequiel (PSDB) - 58.221
Gustavo Carvalho (PSDB) - 47.544
Dr. Bernardo (Avante) - 42.049
Tomba Farias (PSDB) - 41.249
Nelter Queiroz (MDB) - 40.717
Hermano Morais (MDB) - 38.053
Galeno Torquato (PSD) - 34.532
George Soares (PR) - 34.263
Raimundo Fernandes (PSDB) - 33.965
Cristiane Dantas (PPL) - 33.860
Kelps (Solidariedade) - 33.819
Getulio Rêgo (DEM) - 33.477
Isolda Dantas (PT) - 32.963
Kleber Rodrigues (Avante) - 32.755
Vivaldo Costa (PSD) - 32.638
Albert Dickson Oftamologista (PROS) - 31.698
Souza (PHS) - 31.097
Coronel Azevedo (PSL) - 27.606
José Dias (PSDB) - 27.275
Francisco do PT (PT) - 23.448
Eudiane Macedo (PTC) - 22.333
Allyson Bezerra (Solidariedade) - 20.228
Ubaldo Fernandes (PTC) - 20.148
Sandro Pimentel (PSOL) - 19.158

RESULTADOS FINAIS NO BRASIL PRESIDENTE CONFIRA

Fonte TSE
~


JAIR BOLSSONARO (PSL) - 46, 03%

FERNANDO HADADD (PT) - 29,28%

CIRO GOMES (PDT) - 12,47%

domingo, 7 de outubro de 2018

Cid Arruda fala sobre as eleições de 2018 e deixa recado para novacruzenses.


O líder político e ex prefeito por tres vezes do município de Nova Cruz, Cid Arruda Câmara aproveitou o programa do último sábado, 06 de Outubro, véspera do pleito eleitoral deste primeiro turno para deixar sua mensagem de esclarecimento sobre suas opções eleitorais deste ano e conclamar aos correligionários para uma reflexão sobre os motivos destes apoios.

Ele relatou sua trajetória politica em que obteve inicialmente 3 insucessos mais foi marcada também por 3 vitórias que o conduziram ao Palácio Antonio Arruda Câmara que por sinal é seu avô e ex prefeito de Nova Cruz. Além das campanhas gerais que também liderou o bloco chamado "arara" por vários pleitos, ressaltando sempre a parceria e o apoio que recebeu de seu amigo de 30 anos Robinson Faria, e por isso justificando seu voto pessoal e de sua família ao atual governador, à reeleição. E por isso também conclamando os seus amigos e correligionários a fazer o mesmo.

Em termos da eleição proporcional Cid reafirmou seu voto e dos seus amigos e correligionários a Fábio Faria a Federal e Tomba Farias a Estadual além de Zenaide Maia e Geraldo Melo ao senado federal, por terem eles contribuído com suas gestões como prefeito de Nova Cruz, com repasses de emendas que ajudaram aos seus governos a melhorar a qualidade de vida da população novacruzense.

Nas redes sociais, Cid publicou a seguinte mensagem:

"POR QUE ROBINSON ? - Algumas pessoas me fazem essa pergunta. Respondo com outra pergunta: Você que me conhece, sabe o meu caráter, minha trajetória de vida, minha amizade e parceria política de quase trinta anos com Robinson, poderia votar em outro candidato ?. Outras perguntas que me fazem : Mas você vai votar em Robinson, que está desgastado e que não vai ganhar ? A essas pessoas respondo : Você acha que sou oportunista e ingrato ? Não votar em Robinson seria de minha parte um oportunismo e uma ingratidão sem tamanho. Robinson sempre me apoiou em todas minhas lutas políticas. Esteve solidário para comigo nas minhas derrotas e me ajudou e muito nas minhas vitórias. Tem serviços prestados à Nova Cruz como Deputado Estadual, Vice-Governador e agora como Governador. Um amigo de todas as horas. Se existe desgaste isso faz parte de quem exerce cargos públicos e principalmente o de Governador. Assumiu o Governo num período muito difícil para os gestores públicos e tem mostrado o que pôde fazer pelo RN. Se você analisar direitinho verá que, entre as opções apresentadas, Robinson ainda é o mais indicado para governar o nosso estado. Você, de Nova Cruz,que gosta de mim, que quer me fortalecer e fortalecer nosso grupo político, não se engane, só temos uma opção para amanhã : votar para GOVERNADOR em ROBINSON FARIA 55. Dizer que não vota em meus candidatos nessa eleição, mas que estará comigo em 2020, não é a melhor atitude. Peço que essas pessoas reflitam e mudem de pensamento e que amanhã, faça como a maioria de meus amigos irão fazer : VOTE em ROBINSON 55. Votando em ROBINSON você estará votando em CID. Conto com vocês. Uma boa eleição para todos nós. Até o 2° TURNO !...  #NovaCruzSimVotoSim #CIDéROBINSON #ROBINSONéCID #ROBINSON55"


ULTIMA PESQUISA IBOPE PARA O PRIMEIRO TURNO

Confira os números para Presidente e para o governo e senado no RN.
A pesquisa foi divulgada ontem pela Rede Globo e é a ultima pesquisa eleitoral antes das eleições de hoje no primeiro turno. Confira os números:

1-PRESIDENTE DA REPÚBLICA


JAIR BOLSSONARO 36%
FERNANDO HADAD 22%
CIRO GOMES 11%

Os números apontam eleição em segundo turno, visto que, o primeiro colocado Jair Bolssonaro não supera a somatória dos percentuais de todos os demais candidatos.

2-GOVERNO DO RN

FATIMA BEZERRA 39%
CARLOS EDUARDO 28%
ROBINSON FARIA 13%

Neste cenário também as eleições no RN para o governo vão ser decidiadas no segundo turno. Neste cenário, o IBOPE apurou que os seguintes números:

FATIMA BEZERRA 46%
CARLOS EDUARDO 38%

3-SENADO DO RN

ESTYVENSON 33%
GARIBALDI FILHO 27%
ZENAIDE MAIA 27%
GERALDO MELO 25%

Neste cenário o IBOPE apurou que uma vaga praticamente está assegurada para o Capitão Styvenson e por outro lado, uma briga acirrada pela segunda vagas entre Garibaldi Alves, Zenaide Maia e Geraldo Melo que estão tecnicamente empatados.

Matéria Claudio Lima - Fonte IBOPE

sexta-feira, 5 de outubro de 2018

ATENÇÃO ELEITOR. ATENÇÃO ELEITOR...

SAIBA AQUI TUDO QUE VOCE TEM DÚVIDAS SOBRE AS ELEIÇÕES 2018:


Informações compiladas do G1 RN e do TRE/RN.

ELEIÇÕES 2018

EM TODO O BRASIL

*SÃO 147.306.275  ELEITORES APTOS A VOTAR

*26.938 CANDIDATOS APTOS A SEREM VOTADOS

*14 A PRESIDENCIA / 202 AOS GOVERNOS ESTADUAIS/ 358 AO SENADO FEDERAL/8.591 DEPUTADOS FEDERAIS E 17.943 CANDIDATOS A DEPUTADOS ESTADUAIS.

*A MAIOR FAIXA ETÁRIA DE VOTANTES É ENTRE OS 25 A 49 ANOS. O NÚMERO DE MULHERES VOTANTES É MAIOR DO QUE O DE HOMENS: 57,5% A 52,5% RESPECTIVAMENTE.

NO RN: 

*SÃO 2.373.619 ELEITORES APTOS A VOTAR EM167 MUNICÍPIOS.

*TAMBÉM O NUMERO DE MULHERES SUPLANTA A DOS HOMENS NAS URNAS: 53% A 47%

*EM NOVA CRUZ, SEDE DA 12 ZONA ELEITORAL: 24.218///7.867 ELEITORES NÃO COMPARECERAM A BIOMETRIA.

*EM L DANTA: 4.833

*EM PASSA E FICA: 8.626

PRINCIPAIS COLEGIOS ELEITORAIS:
  1. NATAL – 446.498
  2. MOSSORÓ – 174.189
  3. PARNAMIRIM – 119.014
  4. SÃO GONÇALO – 65.066
  5. CEARÁ MIRIM – 51.506
  6. MACAÍBA – 49.803
  7. CAICO – 42.795
  8. ASSU – 41.799
  9. CURRAIS NOVOS – 30.007
  10. S JOSÉ DO MIPIBU – 30.000
  11. APODI – 26.886
  12. NOVA CRUZ – 24.218
  13. SANTA CRUZ- 23.724
  14. JOÃO CAMARA – 22.916
  15. CANGUARETAMA – 22.793
  16. MACAU – 22.076
  17. EXTREMOZ – 20.521
  18. NISIA FLORESTA – 20.012
  19. GOIANINHA – 19.138

*TROPAS FEDERAIS: ESTARÃO PREESENTES EM 97 municípios do Rio Grande do Norte durante as eleições 2018. A solicitação feita pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte e enviada ao TSE. Além da presença das tropas federais, o RN terá um Gabinete de Gestão Integrada que irá acompanhar em tempo real o andamento das eleições, em 1551 locais de votação que deverão contar com policiamento das forças federais, estaduais e municipais:

7ª Zona Eleitoral: São José de Mipibu e Vera Cruz
8ª Zona Eleitoral:São Paulo do Potengi, São Pedro, Santa Maria e Riachuelo
9ª Zona Eleitoral:Espírito Santo, Goianinha, Tibau do Sul e Jundiá
12ª Zona Eleitoral:Nova Cruz e Passa e Fica.
13ª Zona Eleitoral:Santo Antônio, Serrinha, Passagem e Várzea
15ª Zona Eleitoral:São José de Campestre, Serra de São Bento, Monte das Gameleiras 
44ª Zona Eleitoral:Monte Alegre, Brejinho, Lagoa Salgada e Lagoa de Pedras
53ª Zona Eleitoral:Boa Saúde, Serra Caiada, Sitio Novo e Tangará
67ª Zona Eleitoral:Ares, Georgino Avelino e Nísia Floresta

INFORMAÇÕES IMPORTANTES:

Em quem vou votar?
A ordem de votação para as eleições gerais é a seguinte: 

Posso levar uma 'cola' com os nomes dos meus candidatos?
Sim. Se precisar de um lembrete, anote os números de seus candidatos na ordem correta de votação e use a 'cola' como lembrete na hora de votar. Busque os números de seus candidatos com antecedência. (Veja também: Cola eleitoral: imprima e preencha com dados de seus candidatos): 


Qual é a data e o horário da votação?
O primeiro turno de votação vai ocorrer em 7 de outubro de 2018 e o segundo turno, caso aconteça, será em 28 de outubro de 2018. A votação começa às 8h e termina às 17h (horário de Brasília).

Quem é obrigado a votar?
Os alfabetizados maiores de 18 e menores de 70 anos são, por lei, obrigados a votar.

Quem tem preferência para votar?
Têm prioridade para votar os eleitores com mais de 60 anos, os doentes, os eleitores com deficiência ou mobilidade reduzida e as mulheres grávidas ou lactantes. Também têm prioridade candidatos, juízes eleitorais, promotores eleitorais, funcionários a serviço da Justiça Eleitoral e policiais militares em serviço.

O que acontece se eu não votar?
Você deve justificar sua ausência. Se não o fizer ou se a justificativa não for aceita pelo juiz eleitoral, deverá pagar multa arbitrada por esse juiz. O eleitor que deixar de votar em três turnos consecutivos terá seu título cancelado. (Veja também: Como justificar o voto e imprimir o formulário)

Quais documentos são necessários para votar?
É necessário levar documento oficial de identificação com foto. E para o eleitor que cadastrou a biometria, outra opção é o e-Título, que valerá como documento de identificação para os biometrizados.
A Justiça Eleitoral recomenda ao eleitor levar o título em sua versão digital (e-Título) ou impressa para facilitar a identificação da seção eleitoral. 

Posso votar se estiver em outra cidade ou Estado?
prazo para a solicitação do voto em trânsito já acabou. Quem fez essa opção não poderá votar em sua seção eleitoral de origem. Caso não esteja na cidade indicada no dia da eleição, o eleitor poderá justificar a ausência em qualquer local de votação do país. 

Em quais municípios é permitido votar em trânsito?
É possível apenas em capitais e em municípios com mais de 100 mil eleitores.

Como posso justificar minha ausência às eleições?
Se você estiver, no dia da eleição, em uma cidade diferente da de seu domicílio eleitoral, vá ao cartório eleitoral ou local de votação mais próximo e justifique. A justificativa pode ser feita no mesmo horário das eleições. Para agilizar a justificativa, o eleitor pode obter, antes da eleição, o formulário no site ou em qualquer cartório eleitoral, preenchê-lo e, no dia da eleição, entregá-lo em qualquer cartório ou local de votação.

Qual o prazo para justificativa?
Se você não formalizar a justificativa no dia da eleição, deverá comparecer ao seu cartório eleitoral, no prazo de 60 dias a contar da data da eleição, munido dos documentos que comprovem o motivo da ausência. Neste último caso, o eleitor preencherá no cartório um requerimento dirigido ao juiz e aguardará a resposta.
O prazo de 60 dias é contado a partir de cada turno. Portanto, 1º e 2º turnos têm prazos diferentes. Se você estiver no exterior, o prazo muda: 30 dias contados da data de retorno ao Brasil. Nesse caso, é necessário apresentar passagens, cartões de embarque e carimbos no passaporte que justifiquem a ausência.

Existe a possibilidade de justificar on-line?
O eleitor pode, se preferir, solicitar a justificativa on-line, através do sistema Justifica, devendo anexar os documentos que comprovem o fato que impediu seu comparecimento às urnas. Caso a justificativa não seja aceita ou após transcorrido o prazo, deverá pagar uma multa.

Terceiros podem justificar minha ausência às urnas?
O requerimento de justificativa pode ser entregue no cartório eleitoral de inscrição do eleitor por terceiros sem autorização ou procuração específicas, mas deve conter a assinatura do eleitor. No dia da eleição somente o próprio eleitor pode justificar sua ausência.

Não votei e não justifiquei. E agora?
O eleitor que não votar nem justificar sua ausência nos prazos determinados pela Justiça Eleitoral incorrerá em multa imposta pelo juiz eleitoral.
A multa é de R$ 3,51 por turno. Se o eleitor deixar de votar em três eleições consecutivas, seu título será cancelado. Caso isso ocorra, não poderá tomar posse em concurso público, obter passaporte ou carteira de identidade, renovar matrícula em estabelecimentos de ensino oficial, obter empréstimos em estabelecimentos de crédito mantidos pelo governo, participar de concorrência e praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou imposto de renda.

Para quais cargos o eleitor pode votar em trânsito?
Se o eleitor estiver em uma cidade dentro do Estado de seu domicílio eleitoral, ele poderá votar para todos os cargos. Agora, se estiver fora do seu Estado, poderá votar apenas para os cargos de Presidente e Vice-Presidente da República.

Posso votar levando meu celular ou qualquer outro equipamento de rádio-comunicação?
O eleitor não poderá ingressar na cabine de votação portando celular, máquinas fotográficas e filmadoras. Nada de selfies, portanto.

Posso votar usando short, bermuda ou chinelo?
Sim. Até pode usar camisa do candidato mas de forma ordeira e silenciosa

É proibida a venda de bebidas alcoólicas no dia da eleição?
Sim, das 06h até as 18 h deste domingo.

Quem está preso pode votar?
Não podem votar os presos que tiverem condenação criminal transitada em julgado (sem hipótese de recurso), assim como pessoas que perderam os direitos políticos. No entanto, os presos provisórios que estão esperando decisão judicial têm direito ao voto.

Se eu não votar no primeiro turno, poderei votar normalmente no segundo turno?
Sim. Os turnos são independentes, mas lembre-se de justificar, dentro do prazo legal, a ausência ao primeiro turno ou quitar a multa. O prazo de justificativa é de 60 dias, a contar da data da eleição, ou de 30 dias da data de retorno ao Brasil para quem estava no exterior.

Qual a diferença entre voto branco e nulo?
Não há diferença entre voto branco e voto nulo para a contagem dos votos, ambos são excluídos da totalização dos resultados. O eleitor vota branco quando pressiona a tela branca da urna eletrônica e confirma.
Já o voto nulo ocorre quando há erro de digitação. Se o eleitor digitar um número que não corresponda a partido ou candidato, o voto é anulado.

A falta de energia elétrica compromete o funcionamento da urna eletrônica?
Não. Ela possui uma bateria interna e, se necessário, poderá ainda ser utilizada bateria externa.

Os partidos políticos poderão fiscalizar a votação e a apuração?
Sim. Cada partido ou coligação poderá nomear dois delegados em cada município e dois fiscais junto a cada mesa receptora, funcionando um de cada vez. Na apuração serão três fiscais por turma apuradora, tendo atuação a uma distância não inferior a um metro da mesa apuradora e funcionando um de cada vez.


Os próprios candidatos poderão fiscalizar a votação?
Sim. Em eleições estaduais e municipais, os candidatos, na qualidade de fiscais natos, podem permanecer na seção eleitoral durante todo o período da votação. Podem, também, fazê-lo através de advogado, desde que o mesmo possua procuração com poderes para tal.

Como posso saber o resultado das eleições?
Pela internet, através de acesso aos sites da Justiça Eleitoral e nas páginas dos parceiros de divulgação como, por exemplo, grandes provedores de órgãos de comunicação.

O meu título foi cancelado. Como regularizo a minha situação?
Você só poderá regularizar sua situação a partir do dia 5 de novembro. Emita a GRU da forma prevista na resposta anterior e, após o pagamento, vá ao seu cartório com documento de identificação oficial e comprovante de residência recente em seu nome (ex.: contas de água, luz, etc).

Qual dedo é usado para autenticação na hora da votação por biometria?
O eleitor, quando compareceu ao cartório para a biometria, cadastrou os dez dedos das mãos, tirou uma fotografia e registrou uma assinatura digitalizada. Mas somente os polegares e indicadores são utilizados para confirmar a identidade no momento do voto.O eleitor deve posicionar qualquer um desses quatro dedos no leitor.

Se não é possível a autenticação, por erro da digital ou outra dificuldade, qual o procedimento?
Quando não é possível confirmar a identidade do eleitor pela sua digital, o mesário verifica novamente os documentos do eleitor e confirma os dados informados, para garantir que não houve equívoco.
Se confirmada a identidade do eleitor, mesmo não havendo o reconhecimento biométrico, o mesário libera a votação com código próprio. Nesse caso, o fato é registrado na ata da seção e o eleitor deve assinar o caderno de votação, além de retornar posteriormente ao seu cartório eleitoral para uma nova coleta de digitais.

Nas cidades em que o cadastramento biométrico não era obrigatório, o eleitor que fez a biometria já vai ser identificado pelas digitais?
Alguns municípios que iniciaram o cadastramento biométrico sem obrigatoriedade de comparecimento terão a identificação híbrida nas eleições.
Nesse caso, eleitores com dados biométricos coletados serão identificados pelas digitais, e os que não fizeram a biometria serão identificados da forma tradicional. A lista de cidades que terão identificação híbrida será oportunamente divulgada.

O eleitor que não fez o cadastramento biométrico obrigatório dentro do prazo teve o título cancelado e não poderá votar nas eleições de 2018
A partir de novembro, será possível agendar atendimento e regularizar o título nos cartórios eleitorais e postos da Justiça Eleitoral.

Qual é a penalidade se eu for convocado como mesário e não comparecer no dia das eleições?
Se você não trabalhar no dia da eleição, deverá apresentar justa causa ao juiz eleitoral em até 30 dias da data do pleito. Caso contrário, será aplicada uma multa cobrada por meio da Guia de Recolhimento da União (GRU).
Se o mesário faltoso for servidor público ou autárquico, a pena será de suspensão de até 15 dias.
Todas as penas serão aplicadas em dobro se a Mesa Receptora deixar de funcionar por culpa dos faltosos, bem como ao membro que deixar os trabalhos durante a votação e não apresentar justificativa ao juiz em até três dias do fato.

Como mesário, posso fazer propaganda do meu candidato através de camiseta ou qualquer outro meio?
Não. Os integrantes da Mesa Receptora de Votos não podem fazer qualquer tipo de propaganda durante a votação.

O trabalho de mesário é remunerado?
Não. O mesário recebe auxílio-alimentação no valor de R$ 30.
mesário tem direito a 2 dias de folga em seu trabalho (público ou privado) para cada dia trabalhado nas eleições e 2 dias de folga para cada dia de treinamento. Ele tem, ainda, preferência no desempate em alguns concursos públicos (quando previsto em edital). Os universitários cujas instituições de ensino superior tenham firmado convênio com o TRE-SP poderão ainda utilizar as horas trabalhadas nas eleições como atividade curricular complementar.

Atuei como mesário. Tenho o direito de não trabalhar no dia seguinte ao da eleição?
A lei prevê dois dias de folga para cada dia trabalhado nas eleições, sem especificar a data para utilização do benefício. Solicite seu comprovante ao chefe do cartório eleitoral e acerte os dias de folga com o seu empregador.

Atuei como mesário, mas mudei de emprego. Poderei usufruir os dias de folga previstos em lei nesse novo trabalho?
Não. O direito ao benefício pressupõe a existência de vínculo do emprego à época da convocação. Já nos casos de suspensão ou interrupção do contrato de trabalho ou do vínculo, esse direito poderá ser usufruído se for acordado entre as partes, conforme o artigo 2º da Resolução TSE 22.747/2008.

 Matéria Claudio Lima.